“O pessoal quer o bom e o melhor, mas não quer pagar por isso”, diz Gaspar

Cidades

O prefeito alertou a população que não tem como manter este preço de R$ 3,50 e vai subir para R$ 4,10, e ainda, a Prefeitura vai ter que continuar dando mais um pouco de ajuda para a empresa

O prefeito Nilson Alcides Gaspar (MDB) declarou no sábado (19) em seu programa de rádio, que o pessoal da Citi entrou com recurso no Tribunal de Contas, na licitação que está para acontecer esta semana “Ficam criando pelo em ovo, que é para ferrar. Quando estavam ai porque não fizeram um bom serviço na cidade. Agora veio uma empresa boa, que é a SOU, agora vamos aguardar a licitação na semana que vem, para ver o que vai acontecer, se ela vai fechar, se ela não vai”, comentou Gaspar.
“Os valores estão defasados, está um pouco difícil mesmo. A passagem, já quero ir alertando a população, que não tem como manter esse preço de passagem mais. Esse preço está desde 2015 sem reajuste, não consegue na qualidade que tem o transporte aqui em Indaiatuba, de manter este preço de R$ 3,50. Provavelmente vai subir para R$ 4 ou R$ 4,10 para o contribuinte, e a prefeitura vai ter que dar um pouco de ajuda, subsídio, se não ia subir mais”, completou.
“Então, só estou comunicando, tem ônibus com wi-fi, rampa para cadeirante, leitor facial, ônibus zero, ar-condicionado, e o preço fora da realidade do País. Então a empresa não está aguentando segurar a bronca. Infelizmente agora na próxima licitação, vamos ter que aumentar o preço da passagem por que não consegue segurar, inclusive vamos ter que fazer um esforço financeiro, um subsídio em cima, para conseguir equilibrar e conseguir deixar um trasnporte de qualidade. Só a inflação dá mais de R$ 4,40 e R$ 4,50. O pessoal quer o bom e o melhor, mas não quer pagar por isso”, disse o prefeito.

Prefeitura deve fazer mais um emergencial

O prefeito acredita que terá que fazer uma nova contratação emergencial de até 180 dias. “Estamos aguardando para ver o que vai acontrecer, provavelmente, eu acho que essa licitação que está aí não vai virar, vai ter que fazer mais um emergencial, espero que a empresa que ganhe o emergencial, não sei se a SOU ou vai vir outra empresa”.
“Quero resolver essa questão do transporte público, que é uma guerra entre as empresas, um quer comer a outro vivo. Só que o que estava prestando serviço, prestava muito mal, pegou o dinheiro do povo e não devolve, o que entrou agora, está fazendo um serviço muito bom, mas está com o preço muito baixo não está aguentando pagar os custos de operação”, concluiu Gaspar.

Novo contrato prevê valor de R$ 35 milhões

A Prefeitura publicou no final do ano passado, a reabertura da licitação da concessão para prestação dos serviços transporte público coletivo urbano, concorrência 7/18 e Edital 114/18, assinado pelo prefeito Nilson Gaspar (MDB) em 20 de dezembro. As propostas devem ser entregues até a próxima quarta-feira (23) às 9h no departamento de licitações, quando os envelopes serão abertos. Serão julgadas pela menor tarifa técnica de remuneração.
A concorrência estava suspensa desde julho de 2018, em virtude de representação solicitando sua impugnação. O valor previsto do contrato por 15 anos é de R$ 35,45 milhões, com uma TIR – Taxa Interna de Retorno de 9,85%, e renovável por mais 15 anos.

Foto: Reprodução

5 comments

  • Não resolveu os créditos que ficou para trás minha filha tem mais 500.00 reais perdidos e nada de resolver.a prefeitura e culpada e não elabora licitações de contratos bem feitos e a população que vem a arcar com as consequência pelos céus atos.

  • Não sou nativo de Indaiatuba, morava no Rio de janeiro estou em Indaiatuba a 5 anos, me sinto muito feliz, é bem verdade que o sistema de transporte é bom com bastante conforto wi_fi camera, ar condicionado, embora precise de aperfeiçoamento no que diz respeito aos horários.
    Parabenizo a Prefeitura por esse cuidado con a população.
    Quanto ao aunento se é necessario, temos que nos adaptar.

  • Gaspar se vai entrar com subsídios por que subir a passagem? Acho eu que a empresa tivesse o ônibus em todas as linhas com tudo que está sendo citado. Eu não diria nada sobre o preço. O problema é que alguns ônibus não todos. Tem coisas boas aí sobe a passagem,um anda no ar condicionado Wifi e outros anda em ônibus velho sem nenhuma alteração o pior é que não vai lamentar a frota a maioria vai e volta de pé sendo encostada por homens isso têm que ser visto pagar coro anda de pé. Ainda sendo mulher acho que têm que ver as facilidades de um ônibus lotado a mulher esposta a libertinagem de homens sem pudor

  • Ai agente perde novamente os creditos dos cartoes .isso foi descontado de nossos salario 6%e quem vai pagar por isso .mais uma ves agente se lasca

Deixe uma resposta