Viracopos registra novo indicativo de retomada gradual

Cidades

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), registrou em setembro um novo indicativo de retomada gradual de passageiros por parte das companhias aéreas que operam no terminal. Apesar de os dados acumulados deste ano ainda estarem abaixo na comparação com o mesmo período de 2019, em razão da pandemia, houve alta de movimentação pelo quinto mês consecutivo em relação ao mês anterior. 

O aeroporto registrou movimento de 564.753 passageiros em setembro ante 454,2 mil em agosto, 383,2 mil em julho, 305,4 mil em junho, 226,5 mil em maio e 150,5 mil em abril (menor movimentação do ano). A previsão é que o mês de outubro apresente nova alta, podendo chegar a mais de 650 mil passageiros. 

Apesar de ainda apresentar queda da movimentação de passageiros de 34,1% na comparação entre setembro de 2020 e setembro de 2019 (que teve 857,6 mil passageiros), houve aumento de quase 25% na comparação entre setembro e agosto de 2020

Já no acumulado dos primeiros nove primeiros meses do ano de 2020, a queda chega a 43,6% em relação ao mesmo período de 2019. Até o mês de fevereiro de 2020, Viracopos vinha apresentando altas seguidas de passageiros, chegando a obter série de 17 altas mensais seguidas. Em janeiro deste ano, por exemplo, o aeroporto chegou a transportar 964.792 com crescimento de 8,35% em relação a janeiro de 2019.  

Recuperação gradual   

A recuperação no setor de aviação apresenta tendência de crescimento gradual e lenta após uma queda brusca registrada a partir de março por causa da pandemia.  O aeroporto chegou a ter diminuição do número de voos de passageiros de 330 movimentos (pousos e decolagens) por dia, em média, para 34 (em março) e 56 (em abril).   

No mês de maio, houve pequeno crescimento para 72 pousos e decolagens por dia. Já em junho, houve nova elevação por parte das companhias aéreas, chegando a 84, enquanto em julho, o movimento diário chegou próximo de 130. Por fim, em agosto chegou a 165 e, em setembro, superou os 200.

Foto: Divulgação/Ricardo Lima

Deixe uma resposta