Faturamento de micro e pequenas empresas aumenta pelo segundo mês consecutivo

Cidades

Pelo segundo mês seguido, as micro e pequenas empresas (MPEs) do estado de São Paulo registraram elevação no faturamento, de acordo com a pesquisa Indicadores Sebrae-SP. Em junho, o aumento real, já descontada a inflação, foi de 11,8% na comparação com o índice de maio e a receita total das MPEs paulistas somou R$ 61,5 bilhões, o que representa R$ 6,5 bilhões a mais do que no mês anterior.

Ainda na comparação de junho com maio, o setor com o melhor resultado foi a indústria, que apresentou alta no faturamento de 21,4%. Em seguida, aparecem os serviços com crescimento de 12,1% nas receitas, enquanto o comércio registrou aumento de 10,1% no faturamento.

Os resultados indicam uma trajetória de recuperação para as MPEs, que após passarem por queda no faturamento, entre março e abril, tiveram desempenho positivo em maio e junho. O crescimento do faturamento em junho sobre maio ocorreu em todos os setores e regiões analisados.

Em junho, o faturamento das MPEs representou 82,8% do observado em fevereiro, mês imediatamente anterior ao início da pandemia. As MPEs são classificadas em segmentos mais e menos vulneráveis à pandemia. No sexto mês do ano, as MPEs dos segmentos menos vulneráveis alcançaram 94% da receita de fevereiro. Já a dos segmentos mais vulneráveis obtiveram 73,8%.

Na comparação de junho deste ano com junho de 2019, as MPEs registraram queda de 29,7% no faturamento real. Entre os setores, a maior redução foi apresentada por serviços (-42,1%), enquanto entre as regiões do estado, o município de São Paulo apresentou a retração mais forte (-44,5%).

A região em que as MPEs tiveram o maior crescimento no faturamento foi o Grande ABC, com alta de 19%, seguido de perto pelo interior, com crescimento de 18,9%. Na região metropolitana de São Paulo, o faturamento no período aumentou 4,8% e na capital a elevação foi mais tímida, ficando em 2,1%.

Microempreendedor Individual

O Microempreendedor Individual (MEI) viu o faturamento crescer de forma mais modesta em junho em relação a maio: o aumento foi de 3,2%, já descontada a inflação. Assim como ocorreu com as MPEs, a pesquisa revelou dois meses seguidos de elevação no faturamento. A receita total dos MEIs em junho deste ano ficou em R$ 2,7 bilhões, ou R$ 83,1 milhões acima do registrado em maio.

A pesquisa

A pesquisa Indicadores Sebrae-SP foi realizada com apoio da Fundação Seade. Foram entrevistados 1,7 mil proprietários de MPEs e um mil MEIs do estado de São Paulo durante o mês de referência. No levantamento, as MPEs são definidas como empresas de comércio e serviços com até 49 empregados e empresas da indústria de transformação com até 99 empregados, com faturamento bruto anual de até R$ 4,8 milhões. São definidos como MEIs os empreendedores registrados sob esta figura jurídica, independentemente do limite de faturamento. Os dados reais apresentados foram deflacionados pelo INPC-IBGE.

Foto: Reprodução

One thought on “Faturamento de micro e pequenas empresas aumenta pelo segundo mês consecutivo

Deixe um comentário