Deputados Bruno Ganem e Rogério Nogueira tomam posse na Alesp

Política

Ganem foi eleito para ocupar a terceira secretaria na Mesa Diretora

Os 94 deputados eleitos para atuar no Legislativo paulista pelos próximos quatro anos tomaram posse na tarde desta sexta-feira (15/3), no Plenário Juscelino Kubitschek na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). A solenidade marca o início da 19ª Legislatura (2019-2023) e foi presidida pelo deputado Cauê Macris (PSDB). Autoridades dos três Poderes, convidados e populares lotaram o Palácio 9 e Julho para a sessão, iniciada às 15h.
Foram reconduzidos ao cargo 42 parlamentares, outros 48 assumiram as vagas pela primeira vez e quatro, que tiveram mandato em anos anteriores, retornaram a Casa.

Mesa Diretora

Após tomarem posse os deputados estaduais escolheram a nova Mesa Diretora. O deputado Cauê Macris (PSDB) foi eleito presidente da Alesp com 70 votos. A deputada Janaina Paschoal (PSL) teve 16 votos, o deputado Daniel José(Novo) e a deputada Mônica Seixas da Bancada Ativista (PSOL) tiveram 4 votos cada.
O deputado de Indaiatuba, Bruno Ganem (PODE) foi eleito para compor a Mesa Diretora, que é responsável pelo funcionamento da Alesp. Ganem é o único parlamentar em primeiro mandato a fazer parte do colegiado, recebendo o voto de 61 deputados estaduais, incluindo do conterrâneo Rogério Nogueira (DEM).
A Mesa Diretora eleita: Presidente – Cauê Macris (PSDB), 1º secretário – Enio Tatto (PT), 2º secretário – Milton Leite Filho (DEM), 3º secretário – Bruno Ganem (PODE), 4º secretário – Léo Oliveira (MDB), 1º vice-presidente – Gilmaci Santos (PRB), 2º vice-presidente – Ricardo Madalena (PR), 3º vice-presidente – Coronel Telhada (PP) e 4º vice-presidente – Barros Munhoz (PSB).

Eleições 2018

Com uma renovação de 50%, a bancada da Região Metropolitana de Campinas (RMC) manteve a representatividade com 12 deputados, cinco federais e sete estaduais. Entre os novos nomes para o cenário político estadual está o ex-vereador Bruno Arevalo Ganem (Podemos) de Indaiatuba que obteve 106.203 votos, alcançando o melhor desempenho da região. De Campinas, se elegeram Rafa Zimbaldi (PSB) com 80.789 votos, Valeria Bolsonaro (PSL) com 54.519 votos e Adriana Borgo (PROS) com 41.953 votos, além de Dirceu Dalben (PR) de Sumaré com 79.564 votos. Para federal, somente Alexis Fonteyne (Novo) de Campinas se elegeu pela primeira vez com 45.298 votos.
Dois deputados estaduais foram reeleitos: Cauê Macris (PSDB) de Americana, que obteve 114.690 votos e Rogério Nogueira Lopes Cruz (DEM) de Indaiatuba, que obteve 89.040 votos. Já para Câmara Federal os reeleitos de Campinas foram: Carlos Sampaio (PSDB) com 125.666 votos, Paulo Freire (PR) com 109.461 e Roberto Alves (PRB) com 82.097 votos. De Americana, Vanderlei Macris (PSDB) se reelegeu com 102.708 votos.

Ganem dobra a votação

Bruno Ganem foi eleito vereador em 2008 aos 22 anos, com 1.055 votos. Em 2012, foi o vereador mais votado da cidade, com 6.202 votos. Em 2014 foi candidato a deputado estadual, obtendo 50.124 votos, sendo 32.726 em Indaiatuba. Em 2016 disputou a prefeitura de Indaiatuba, alcançando os 51.358 votos. O partido de Ganem fez quatro deputados para compor a Assembleia Legislativa 2019-2022, sendo ele o mais votado com 106.203 votos, 35.361 em Indaiatuba. Aos 32 anos, ele está em 24º no ranking dos eleitos.

Nogueira perde mais de 43 mil votos

Rogério Nogueira foi reeleito para o seu quinto mandato, sendo o 15º colocado da sua coligação e o 5º do seu partido, com 89.040 votos, 46.909 em Indaiatuba. Em 2014, quando foi reeleito pela quarta vez, obteve 132.571 votos, sendo 54.333 em Indaiatuba. Aos 49 anos, ele está em 31º no ranking dos eleitos.

Fotos: Divulgação/Alesp

Deixe uma resposta