Giro Gourmet | OS ATREVIDOS

Giro Gourmet

Se na coluna passada eu falei sobre descontruir, hoje eu quero falar sobre OUSADIA. ATREVIMENTO mesmo.
Calma que é no bom sentido das palavras.
Aliás, estas deveriam ser palavras “de bom sentido” o tempo todo. Sim, pois a vida requer que sejamos ousados a todo instante.
Mas para ser OUSADO é preciso não ter medo. Estar disposto a pagar o preço na busca por conhecimento e informação daquilo em que se decidiu ousar.
Esta semana eu fiquei sabendo da chegada recente de uma nova casa italiana aqui em Indaiatuba. A Pasta & Grill.
Como em minha vida tudo segue à base de ousadia, não perdi tempo.
Ao chegar à recepção, minha primeira impressão foi a de que havia errado o endereço. Sim, pois a decoração, embora agradável e colorida, em nada lembra a Itália.
E a reação que tive talvez seja a mesma que porventura você “teria”, caso não lesse este Giro Gourmet: “cerrei o cenho”. Ou seja, “fechei a cara” mesmo. “Botei bico”, como se diz lá pras banda do Nordeste, ou “mi sono arrabbiato”.
E confesso que seguiria assim até o final. É que no fundo, além de resistência ao novo, temos a tendência natural de “julgar o livro pela capa”.
Mas aquela é uma casa em que se reina a ousadia. A começar por Rafael, único garçom da noite. Que rapaz ATREVIDO!
Enquanto o observada “bailar” entre as mesas atendendo aos clientes, pensei comigo em o quanto é verdadeira a máxima “às vezes, menos é mais”.
Não tem jeito. Há pessoas que simplesmente sabem fazer o trabalho e com maestria. Tenho que confessar que, embora eu ame comida e comer, sou tremendamente apaixonado por assistir ao trabalho dos grandes garçons. E, a Pasta & Grill já abre as portas com um grande “artista do mezanino”. ATREVIDO!
A casa tem uma boa carta de vinho, Embora eu esperasse maior volume da bandeira. Mas é suficiente para italiano algum botar defeito.
Seguindo meu ritmo tradicional, pedi Carpaccio, de entrada. O tempo de espera, normal. Apresentação convencional. O molho de alcaparras bem elaborado trouxe a acidez que a carne pedia. O Chef, Paulo Mendes de Paula, outro ATREVIDO, “fez graça” comigo. Enviou-me um molho delicioso cujo único ingrediente que reconheci foi a mostarda. O resto? Segredo do chef.
A escolha do prato principal foi demorada. Eu esperava “desmontar” o chef com um Raviolli, que seguramente eu iria cobrar perfeição. Mas acabei pedindo Agnolotti de massa fresca artesanal feita com espinafre, recheada com ricota especial, passas e nozes ao molho branco e gratinada com parmesão.
Boa pedida para quem pretendia testar o chef ao extremo. E foi aqui que definitivamente conclui que aquele era realmente um reduto de atrevidos.
Após atender a mesa à frente, Rafael olhou para mim e, com sorriso seguro soltou a frase que mais parecia um desafio:
“Hoje você vai ‘comer de joelhos’”. A expressão é conhecida. Significa aplaudir, vibrar, viajar nos sabores.
Que audácia! Como ousa falar assim comigo na frente dos demais!? Me aguarde Sr. Rafael – Pensei comigo.
Logo o prato Chegou. Aparentemente, nada de extraordinário. Eu ri. Seguro de que iria desbancar aquele garçom atrevido.
Levei a primeira garfada à boca e… Não sabia se ria ou se chorava. Mas ri. Na verdade quase gargalhei. Ali eu compreendi tamanho atrevimento. Ele sabe o que oferece. Ele conhece a maestria do chef. Ter um crítico gastronômico em seu mezanino não o intimidou. Estava seguro de que eu é que seria desmontado.
Ah você quer saber da textura, sabor…
Eu não sei.
Quando a técnica consegue atingir o emocional, mesmo os grandes e renomados críticos se tornam apenas um “escravo” do paladar.
Tudo que tenho a dizer é que eu voltarei ali, para o “meu” Agnolotti.
Fechei com Panna Cota e o clássico Tiramissú de sobremesa. E confesso que preferi o primeiro. Aliás, quase pedi outro. O Tiramissú estava fresco e prefiro um pouco mais “envelhecido”.
Pasta&Grill tem pouco mais de 30 dias de aberto. Está no térreo do Hotel Travel Inn Wise. Embora se adaptaram à decoração que já existia, em breve iniciarão as obras e ajustes para dar um ar Italiano à casa. Contudo, acredito que seguirão sendo ousados. Portanto, mesmo após os ajustes, não espere achar uma decoração muito caraterística. E quer saber? Depois do que vivi ali, “tanto faz” as mesas com toalhas em xadrez.
Ao Chef Paulo, ao Rafael e à Pasta & Grill, meu muito obrigado pelo que me proporcionaram esta semana.

Vamos Girar?

Bom appetit

Kennedy Gonçalves

Deixe uma resposta