Congresso avalia adiar eleições municipais para 15 de novembro ou 6 de dezembro

Cidades

O Congresso Nacional estuda adiar o primeiro turno das eleições municipais deste ano para 15 de novembro ou 6 de dezembro. A proposta é permitir que as eleições ocorram com segurança neste ano, sem riscos relacionados à pandemia do novo Coronavírus, evitando também que os atuais mandatos de prefeitos e vereadores sejam prorrogados.
O primeiro turno das eleições deve ser realizado no primeiro domingo de outubro e o segundo turno, se houver, no último do mesmo mês, segundo a Constituição Federal. Neste ano, as eleições estão marcadas para 4 de outubro e 25 de outubro, respectivamente.
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), afirmou na quinta-feira (21) que pretende conversar com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), para decidir o melhor formato do debate. Na terça-feira (19), Maia havia dito que poderia ser criado um grupo de trabalho conjunto, formado por deputados e senadores, para estudar uma proposta.
Maia disse ser “radicalmente contra” a prorrogação de mandatos – algo que ele vê como “muito sensível” para a democracia e sem previsão na Constituição, e que antes de pensar na data é preciso resolver se a decisão será mesmo a favor do adiamento. A partir daí, ressaltou que a escolha da data será resolvida após consulta ao novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, que assume a partir da próxima segunda-feira (25).

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta