Sinfônica de Indaiatuba aposta no ensino a distância nessa quarentena

Cultura

No dia 7 de março, o concerto de abertura da Temporada 2020 da Orquestra Sinfônica de Indaiatuba lotava a Sala Acrísio de Camargo. No programa, uma homenagem aos 250 anos do compositor alemão Ludwig van Beethoven. Dias depois, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarava a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e os governantes tomavam medidas de isolamento para conter a circulação do vírus, fazendo com a Orquestra suspendesse os concertos programados para os próximos meses. Neste cenário, a Escola de Música da Sinfônica se movimentou para continuar atendendo seus mais de 200 alunos, só que de um jeito diferente: o Ensino a Distância (EAD).
A maneira encontrada foi adequar todas as atividades educativas. Em poucos dias, a instituição desenvolveu e colocou em prática um sistema de Ensino a Distância (EAD), que desde o dia 30 de março atende todos os alunos. “Nossa preocupação não era só educativa, mas principalmente humana. Acreditamos no poder da música e sabíamos o quanto a manutenção das aulas seria importante e ajudaria os nossos alunos e suas famílias a atravessarem esse momento tão difícil em que precisam ficar em casa”, afirma o diretor artístico e regente da Orquestra Sinfônica, Paulo de Paula.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta