Concorrente da Sancetur/SOU denuncia profissionais ao Conselho Regional de Contabilidade

Cidades

A empresa West Side quer que o órgão investigue documentos apresentados pela empresa em licitações públicas

A empresa West Side Viagens e Turismo Ltda, concorrente em Indaiatuba no processo licitatório de concessão do transporte coletivo urbano, denunciou profissional da Sancetur – Santa Cecilia Turismo Ltda / SOU ao Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo – CRCSP, para que o órgão investigue documentos apresentados pela empresa em licitações públicas em alguns municípios.
A denúncia menciona que o balanço patrimonial apresenta fortes indícios de irregularidades contábeis, em desacordo com os princípios fundamentais de contabilidade e com as normas brasileiras de contabilidade ou, ainda, as demais resoluções emanadas do Conselho Federal de Contabilidade.
A West Side alega que vem tendo prejuízo em relação ao referido concorrente, uma vez que, se comprovados os indícios de irregularidades no balanço patrimonial, a empresa cujo denunciado é o profissional contábil, sequer seria habilitada para a participação nos certames.
Ainda segundo a denúncia, estariam sendo lançados valores dos contratos das licitações vencidos pela empresa Sancetur no seu ativo, em contrapartida do patrimônio líquido, sem qualquer respaldo em norma contábil, sendo que os referidos lançamentos acarretariam em melhora nos índices econômico-financeiros da empresa, o que a coloca em vantagem sobre seus concorrentes.
“Durante o período de análise da documentação, na licitação para operação do transporte urbano de Indaiatuba, o corpo técnico da empresa alertou a Prefeitura de Indaiatuba sobre esses indícios de irregularidades em relação à empresa do Grupo Sancetur”, comentou o diretor de comunicação da West Side, Paulo Barddal. Segundo Barddal, a Sancetur inclusive participou recentemente de outro processo licitatório, na cidade de São Carlos, com a mesma documentação, e foi considerada inabilitada no município, devido a possíveis problemas.
“Mesmo tendo sido alertada, a Prefeitura de Indaiatuba deu sequência ao processo e habilitou a empresa Sancetur. Ou seja, houve a conivência por parte da administração municipal. Então, como administrativamente isso não foi considerado, a West Side se sentiu no direito de entrar com uma denúncia dos profissionais no Conselho, para que o órgão investigue, de forma mais aprofundada, se esses documentos estão regulares ou não, pois os indícios de fraudes são muito fortes”, finalizou Barddal. A reportagem não conseguiu contato com o responsável da empresa Sancetur.

Foto: Grupo RVC

Deixe uma resposta