El burrito de Juan Mendes

Giro Gourmet

Reza a lenda que Juan Mendes, mexicano de calça e botas e que vivia em Chihuahua, cidade fronteiriça com os Estados Unidos se tornou o primeiro “contrabandista” , de comida do pais. Nos altos da revolução Mexicana, muitos haviam fugido para os Estados Unidos e, com saudade do sabor da sua terra, faziam encomenda ao homem que, para fazer a entrega precisava atravessar o rio, o que fazia a comida chegar fria ao seu destino. Foi aí que teve a brilhante ideia de enrolar arroz, feijão, carne e outros ingredientes dentro nas tortilhas. Agora a pergunta que não quer calar:
Por que se chama “burrito”?
Juan providenciara um burro para fazer o transporte das encomendas. Não demorou para que suas receitas ficassem conhecidas como “burritos do Juan”.
Agora, quando se pensa em comida mexicana, qual a primeira coisa que vem à mente?
Ai! Até queimei a boca agora. Isto mesmo. Pimentaaaaa!!!
Bem, o conceito de uma cozinha apimentada dá-se pelo uso do chili, a pimenta mais tradicional do México. No entanto a culinária mexicana vai muito além disto.
Aliás, aqui no Brasil, mesmo as casas mais “conservadoras” na gastronomia mexicana, pouco ousam na força exótica que há na cozinha daquele pais. Talvez pela falta de alguns ingredientes característico. Ou quem sabe, tenham receio de não conquistar o paladar tupiniquim.
“Nachos, burritos, tacos e quesadilhas” são sempre as pedidas por aqui e que sofrem algumas adaptações. Sem falar nos drinks “Margaritas, Mojitos, Piña Colada”… São praticamente abrasileirados.
Mas a gente decidiu mergulhar no universo da gastronomia mexicana e descobrir suas influências na cozinha indaiatubana.
Semana que vem aqui no Giro Gourmet Indaiatuba News vamos falar sobre nossa visita à casa mais mexicana da cidade. E mais do que isto, vamos sair do convencional e apresentar a vocês o que há de mais interessante no universo gastronômico mexicano.
Está curioso?
Adelanteeee!

Bon Appetit!

Kennedy Gonçalves

Deixe uma resposta