Governador Márcio França atende pedido de Bruno Ganem para isenção no pedágio

Cidades

Para efetivar o acordo, prefeito de Indaiatuba Nilson Gaspar (MDB) precisa isentar o imposto municipal cobrado da concessionária da rodovia através de alteração de lei passando por aprovação dos vereadores na Câmara

O deputado estadual eleito Bruno Ganem (Podemos) esteve na quarta-feira (17) em Campinas com o Governador Márcio França (PSB) que anunciou que vai isentar o pagamento de tarifa de pedágio na praça principal na SP-75 para os veículos com placa de Indaiatuba inicialmente no período noturno. 
Para isso, França condicionou com a isenção do imposto municipal ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) a ser concedido para a concessionária da rodovia pela administração municipal. 
Ganem já promovia um abaixo assinado há mais de um ano para liberar a praça principal para o indaiatubano. Mais de 13 mil já aderiram apoiando o documento. 
No vídeo divulgado na rede social, Ganem ao lado de França, disse estar trabalhando para sua reeleição ao governo paulista, e se comprometendo com a demanda de Indaiatuba.
“O Bruno me cobrou e falou com razão a respeito do pedágio que vocês tanto estão reivindicando para isentar à noite as pessoas, desde que a Prefeitura faça a isenção de ISS. Tem a minha palavra, pode acreditar que eu vou fazer deste jeito. Se a prefeitura tira o ISS dá para você fazer do pedágio à noite para quem vai para Indaiatuba, com chapa de Indaiatuba, você não vai poder pagar mais o pedágio. Agora, tem uma diferença, aquilo que eu falo você pode escrever, porque aqui tem palavra. Eu não vou fazer como o meu adversário faz que fala as coisas e depois não cumpre, a diferença é essa. Não adianta você fazer uma opção de vida se você não tem caráter. Se você não tem caráter fica sempre torto, tudo o que você fala as pessoas sabem que pode não ser verdade”, comentou França.
O prefeito Nilson Gaspar (MDB) divulgou um vídeo na sequencia dizendo que o acordo está fechado com o governador. “Para os carros chapa de Indaiatuba que forem isentos da praça principal do pedágio nós estamos abrindo mão também do ISS”, afirmou.
 
Repasse ISS
 
A concessionária AB Colinas já pagou de ISS desde o ano de 2000 para a Prefeitura de Indaiatuba, mais de R$ 25 milhões. Só no ano passado foram repassados mais de R$ 2,6 milhões. Hoje, de acordo com lei municipal a Prefeitura de Indaiatuba cobra 5% de ISS da Colinas, e para uma alteração, os vereadores terão que votar na Câmara a alteração proposta pelo Executivo Municipal. Porém, o mínimo que poderia ser cobrado de imposto da concessionária pela prefeitura seria 2% e não a isenção total proposta. Ainda, essa redução, geraria uma renúncia de receita, a qual deveria ser compensada com alguma medida.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta