Patrimônio de Rogério Nogueira aumentou 10 vezes em 12 anos

Política

Indaiatuba conta com sete candidatos concorrendo para Câmara Federal e Assembleia Legislativa do Estado

Desde a quinta-feira (16), candidatos e eleitores devem respeitar regras estabelecidas pela Justiça Eleitoral com o início da propaganda eleitoral, conforme resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As penalidades são multas e até a cassação do mandato, no caso dos eleitos. No dia 7 de outubro, os brasileiros vão às urnas escolher candidatos a presidente e vice-presidente da República, governador e vice-governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital. Onde houver segundo turno, a votação também será em outubro, no dia 28.
Em Indaiatuba, sete candidatos registraram para concorrer nas eleições de outubro. Quatro para Câmara Federal, Felipe Brilhante Maropo (PSOL), Hélio Alves Ribeiro (PSB), Ricardo Fioravanti Spindola (Avante) e Rinaldo Luiz Wolf (PT). Três para Assembleia Legislativa, Bruno Arevalo Ganem (Podemos), Jônatas Taborda (Avante) e Rogério Nogueira Lopes Cruz (DEM).
Nas declarações de bens apresentadas para o registro da candidatura, Rogério Nogueira lidera com patrimônio de R$ 4,4 milhões. Um aumento em 10 vezes o seu patrimônio declarado em 2006, que foi de R$ 432 mil. Na época o parlamentar que foi eleito para a primeira legislatura em 2002, tinha 1 apartamento R$ 80.000,00, depósito bancário em conta corrente no País R$ 47.290,00, 50% capital em uma empresa R$ 0,01, dinheiro em caixa R$ 160.000,00 e 5 veículos/maquinários R$ 145.652,00.
O estreante na política, Jônatas Taborda (Avante) declarou patrimônio de R$ 146 mil. O ex-vereador Bruno Ganem (Podemos) declarou R$ 142 mil, e na eleição que disputou em 2012 tinha patrimônio declaro de R$ 51 mil.
Rinaldo Luiz Wolf (PT) que já disputou a vice-prefeito, vereador e prefeito declarou patrimônio de R$ 823.000,00. O vereador Hélio Alves Ribeiro (PSB) declarou patrimônio total de R$ 118.689,75. Felipe Brilhante Maropo (PSOL) que também já disputou uma cadeira na Câmara Municipal e também a deputado federal em 2014 declarou patrimônio de R$ 5.000. Ricardo Fioravanti Spindola (Avante), que já disputou uma vaga de vereador em 2004, não tem nenhum bem cadastrado.

Declaração dos Bens dos Candidatos constante nos registros

Rogério Nogueira Lopes Cruz (DEM)
Candidato Dep. Estadual

Empresário – 49 anos

2018
Total R$ 4.408.634,67

5 Apartamentos ​​​R$ 2.552.425,00
1 Casa ​​​​R$ 221.400,00
1 Galpão ​​​R$ 835.000,00
Quotas de capital em 3 empresas
R$ 540.467,00
Depósito bancário em conta corrente R$ 169.208,00
Crédito decorrente de
empréstimo R$ 70.000,00
Outros bens imóveis
R$ 20.000,00

2014
Total: R$ 2.549.054,13

2010
Total: R$ 1.296.867,44

2006
Total R$ 432.943,00

2002
Dados não disponibilizados

Jônatas Taborda (Avante)
Candidato Dep. Estadual

Empresário – 36 anos

2018
Total R$ 146.000,00

2 veículos automotores
terrestres – R$ 146.000,00

Bruno Arevalo Ganem (PODE)
Candidato Dep. Estadual

Engenheiro – 31 anos

2018
Total R$ 142.896,24

Depósito Bancário em
conta corrente
R$ 10.322,00
2 veículos automotores
terrestres
R$ 44.000,00
1 terreno
R$ 80.000,00
Fundos de Investimentos R$ 8.572,00

2016
Total R$ 51.000,00

2014
Total R$ 61.612,88

2012
Total R$ 51.328,97

Rinaldo Luiz Wolf (PT)
Candidato Dep. Federal

Fisioterapeuta – 50 anos

2018
Total R$ 823.000,00

Terreno​​​​ R$ 800.000,00
Veículo automotor terrestre ​R$ 23.000,00

2016
Total R$ 1.308.000,00

2012
Total R$ 666.070,00

Hélio Alves Ribeiro (PSB)
Candidato Dep. Federal

Vereador – 48 anos

2018
Total R$ 118.689,75

3 veículos automotores terrestres ​​R$ 66.900,00
Depósito Bancário em conta corrente – R$ 45.000,00
Aplicação de renda fixa ​​R$ 6.784,28

2016
Total R$ 88.140,00

2014
Total R$ 68.000,00

2012
Total R$ 19.000,00

Felipe Brilhante Maropo (PSOL)
Candidato Dep. Federal

Professor – 25 anos

2018
Total R$ 5.000,00

Veículo automotor terrestre R$ 5.000,00

Ricardo Fioravanti Spindola (Avante)
Candidato Dep. Federal

Engenheiro – 60 anos

Nenhum bem cadastrado

Fotos: Reprodução TSE

One thought on “Patrimônio de Rogério Nogueira aumentou 10 vezes em 12 anos

  • o que esperar de políticos profissionais que se locupletam diariamente. Vejamos: ser deputado é uma atividade de tempo integral. Ou seja, com um salário de R$ 21.631,05 x 130 = R$2.812.036,50 …Ou seja, pegando 100% do que ganhou em 10 anos (incluindo o 13º). Existe algo de podre no reino dos Nogueiras…?!?!?

Deixe uma resposta